Não foram apenas laços. Na manhã da última segunda-feira, 09, representantes da Associação de Empregados da CODISE – Assedise, visitaram todos os setores da empresa distribuindo amor, conscientização e laços rosa para chamar atenção dos empregados para a necessidade do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O ‘Outubro Rosa’ nasceu na década de 1990, com a finalidade de estimular a participação da população no controle do câncer de mama. Pede que toda a sociedade compartilhe informações sobre a doença, promovendo a conscientização e ampliando o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, contribuindo assim para a redução da mortalidade.

A ação, que foi capitaneada pela Associação e teve o apoio irrestrito da direção da empresa, através do setor de assistência social e de comunicação social.

Participaram da ação a Presidente da Assedise e chefe do setor de Assistência Social, Maria Leticia Lima, Diretora Financeira da Assedise, Selma Prado, além das representantes do setor de assistência social, Izabel Conceição e Izabela Vasconcelos.

Diagnóstico precoce

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) indicam que a estimativa é de que sejam descobertos 60 mil novos casos por ano em mulheres cada vez mais jovens. Por isso, quanto mais cedo for feito o diagnóstico, maiores serão as chances de cura, pois quando o câncer de mama é descoberto no início, há 95% de probabilidade de recuperação total.

O movimento ‘Outubro Rosa’ alerta que, além da mamografia, é importante que o autoexame faça parte da rotina feminina. Isso porque, de acordo com o Inca, 66,2% das descobertas da doença são provenientes das observações das próprias pacientes.