História

A impulsão dada pela política desenvolvimentista na década de 70, fez com que o governo de Sergipe constituísse, em termos de Lei Estadual nº 1.917, de 18 de dezembro de 1974, e de decreto n° 3.353, de 15 de março de 1976, a Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (CODISE), que passa a exercer uma função ativa na atração de investimentos e no fortalecimento das cadeias produtivas sergipanas.

Sergipe foi pioneiro na região nordeste na adoção de uma política de organização do espaço urbano para a implantação de projetos industriais.

O Distrito Industrial de Aracaju (DIA) foi projetado e construído ainda na década de 70, impondo-se como um dos mais importantes instrumentos utilizados pelo Poder Público para consecução de sua política de atração de investimentos para o território sergipano.

A partir da experiência e sucesso do DIA, o Governo de Sergipe ampliou a política de implantação de distritos e núcleos industriais em diversos municípios, buscando a interiorização do desenvolvimento econômico-social, tendo em vista a sua atuação no processo de geração e redistribuição de riquezas.

A CODISE é a entidade responsável pela concepção, implantação e administração dos distritos existentes em Sergipe, ampliando e adequando toda a infraestrutura requerida e disponibilizada nestes locais, referentes a sistemas viários; rede de esgotos industriais, sanitários e pluviais; abastecimento de água; gás; rede elétrica de alta e baixa tensão; comunicações e apoio comunitário.

A CODISE