Última atualização em 17/05/2024 às 07:48:02

Com a finalidade de conhecer os investimentos no setor mineral no interior do Estado de Sergipe, a equipe técnica da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), José Matos, receberam a visita do diretor-presidente da Nexon Mineração, Marcelo Martins, do geólogo da empresa, Ricardo Gallart e do gerente regional da Agência Nacional de Mineração, George Eustáquio.

 

A reunião ocorreu na sede da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec), sob condução do secretário José Augusto Carvalho. Acompanhado dos técnicos da pasta, o secretário pôde recepcionar os convidados e avaliar os projetos que estão em desenvolvimento nos municípios de Brejo Grande, Nossa Senhora de Lourdes e Gararu. 

 

O secretário da Sedetec, José Augusto Carvalho, afirmou as boas expectativas após o encontro. “Procuramos sempre reunir o corpo técnico da Sedetec para apresentar a equipe do Governo aos empresários e mostrar que Sergipe recebe, com muito acolhimento, as empresas que se interessam pelo nosso Estado. A Nexon vislumbra um potencial muito grande em nosso estado e, hoje, puderam nos mostrar alguns desses projetos através de estudos realizados pela empresa”, disse.

 

A expectativa da empresa é que em 2024, o projeto de Brejo Grande, que tem como principais minérios titânio e zircônio, se inicie. “O trabalho preliminar já foi elaborado, mostrando uma pré-viabilidade econômica. As demais áreas que vão bloquear outras reservas para o projeto ainda vão ser concluídas para a gente avaliar e aprovar os projetos”, pontuou o diretor-presidente da Nexon, Marcelo Martins.

 

O superintendente executivo da Sedetec, Marcelo Menezes, destacou a importância da visita e de projetos nesta vertente para o Estado. “Todo projeto, do modo que ele nos apresentou, é muito interessante e o Estado tem total interesse em participar. Podemos estabelecer pontes para dar mais celeridade ao processo que já está em desenvolvimento e auxiliar no que necessário”, pontuou. 

 

O gerente regional da Agência Nacional Mineração, George Eustáquio, destacou a longa parceria entre o órgão e a Sedetec. “A empresa nos mostrou as perspectivas futuras de uma ocorrência mineral e do andamento de uma pesquisa em Sergipe. Achei interessante trazer a novidade para a Sedetec e todas as linhas que trazem desenvolvimento para o estado. Temos muito interesse em compartilhar e dar oportunidade para as empresas”, ressaltou.

 

Nexon Mineração

 

Com base administrativa em São Paulo e Belo Horizonte, a empresa foi fundada em 2019 como plataforma de investimento no setor de mineração, diversificando o portfólio no setor em que o grupo controlador atua. A Nexon desenvolve seus projetos visando a produção com foco em minerais estratégicos, tais como: cobre, ouro, titânio, zircônio, níquel, cobalto, terras raras, potássio e fósforo. 

 

“Nós não somos uma empresa que desenvolve o projeto e vende para uma outra depois. A gente desenvolve, colocamos em produção e vamos operar por 20, 30 anos, durante toda a vida útil do projeto. Vai gerar muito emprego e muita renda para o estado”, concluiu o diretor-presidente da Nexon, Marcelo Martins.