Por determinação do governador Belivaldo Chagas, as Secretarias de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e da Fazenda (Sefaz), bem como a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), estreitaram o diálogo com o corpo diretivo da Yazaki, fornecedora direta da Ford com filial em Nossa Senhora do Socorro. Em reunião ocorrida nesta quinta-feira (14), a direção da empresa foi convidada a discutir ações para o novo momento, visando a manutenção das atividades da fábrica e dos empregos por ela gerados.

A equipe de secretários e técnicos do governo confirmou o propósito da gestão de continuar oferecendo suporte à fábrica, como já afirmado desde antes de sua instalação. A Yazaki conta com incentivos fiscais e locacionais previstos no Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), disponibilizados pelo Governo de Sergipe através da Sedetec e da Codise. Iniciando as atividades no estado em 2013, a fábrica local emprega atualmente 2 mil funcionários.

“Estamos envidando todos os esforços necessários e possíveis em prol da manutenção das atividades da Yazaki, oferecendo apoio técnico e estrutural para toda a sua equipe. Seguimos otimistas de que esta cooperação poderá continuar trazendo bons frutos para o estado, assegurando a continuidade dos postos de trabalho e das operações na fábrica”, afirmou Belivaldo Chagas.

O secretário da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, o secretário da Sedetec, José Augusto Carvalho, o diretor-presidente da Codise, José Matos Lima Filho, e o superintendente executivo da Sedetec, Marcelo Menezes, reforçaram o compromisso manifestado pelo governador Belivaldo.

Especializada na produção de peças elétricas e eletrônicas para veículos automotivos, a Yazaki de Sergipe direciona parte dos componentes fabricados à montadora de Camaçari, na Bahia, anunciada como uma das três unidades da Ford a serem descontinuadas no Brasil. A planta sergipana da Yazaki é a sexta do grupo no país, produto de um investimento de R$ 50 milhões em uma área construída de 19 mil metros quadrados. A Yazaki também destina parte de sua produção à Fiat Chrysler Automobiles (FCA), no município pernambucano de Goiana.

Durante a reunião, o gerente de operações da unidade de Socorro, Thomas Pracuch, explicou que a direção mantém-se em comunicação com a equipe da Ford, não havendo até então informações confirmadas sobre o planejamento da fábrica de Sergipe para o próximo período. A unidade sergipana integra a  Yazaki Mercosul,  que se constitui por nove unidades de produção espalhadas pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Atualmente, parte da produção desse conjunto de fábricas é destinada à Ford.

A reunião contou com a presença do gerente de recursos humanos da Yazaki de Sergipe, Jorge Rodrigues, e do presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Socorro (Assedis), Celso Hiroshi.