Última atualização em 07/06/2023 às 11:08:24

Em reunião com importantes grupos investidores, o governador Fábio Mitidieri destacou o incentivo à geração de empregos como uma política de governo da atual gestão

 

Para discutir sobre as possibilidades de investimentos na diversificação da matriz energética do estado, o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, recebeu nesta quarta-feira, 10, a visita de André Cavalcante, CEO da Eletron Energy, a maior comercializadora independente de energia elétrica do Norte e Nordeste do Brasil. No encontro, ocorrido no Palácio dos Despachos, o CEO apresentou as etapas para o processo de implantação de uma usina de energia solar em Sergipe.

A nova usina será construída com capacidade de geração de 60 MW de energia limpa, num investimento estimado em R$ 200 milhões. Durante a reunião, o investidor revelou os motivos pelos quais escolheu Sergipe para realizar o investimento. “O estado tem um potencial muito grande para energia renovável, pois está geograficamente centralizado no Nordeste, e já possui fortes investimentos em petróleo e gás. Por isso, estamos muito interessados em investir na geração de energia renovável aqui. Nosso projeto trará benefícios tanto para o estado quanto para o meio ambiente”, avaliou André, agradecendo ao governador pela receptividade.

Para Fábio, a diversificação da matriz energética impulsiona de forma positiva a competitividade industrial, na medida em que amplia o leque de opções para diferentes tipos de negócios. “Diversificar e ampliar as possibilidades de produção energética é um dos caminhos que temos adotado para atrair novos investimentos e, assim, consolidar um parque industrial pujante e capaz de promover desenvolvimento econômico e social. Investir em energia limpa é investir em progresso sustentável”, disse o governador.

Fundada em 2012, a Eletro Energy está entre as 10 melhores do segmento de energia elétrica no país, oferecendo opções na comercialização, gestão e geração de energia, com eficiência e previsibilidade aos negócios. O grupo está sediado em Recife (PE) e possui filiais em São Paulo, Belém, Maceió e Manaus. A companhia conta com 1.900 MWM comercializados mensalmente, gestão de mais de 600 unidades de consumo, 82 usinas fotovoltaicas espalhadas pelo país, três centrais hidrelétricas, além de energia por assinatura para consumidores residenciais.

Combustíveis

O governador também recebeu na quarta-feira, 10, a visita dos executivos do Grupo Potencial Petróleo, uma das maiores distribuidoras de combustível do país, para discutir a implantação de uma nova planta estratégica para a região Nordeste, no estado de Sergipe. Com a possibilidade de expansão dos negócios em solo sergipano, a empresa espera consolidar sua posição de destaque no mercado brasileiro.

Nascida em 1994, na cidade de Araucária, região metropolitana de Curitiba, a empresa conta, atualmente, com mais de 200 postos bandeirados, e está presente em mais de 2 mil municípios da região Sul e Sudeste, por meio do atendimento de postos independentes e de grandes consumidores. Durante a apresentação dos investimentos realizados pelo Grupo, o CEO Eduardo Rhammer destacou a importância da parceria para promover o desenvolvimento socioeconômico do país, gerando empregos e contribuindo para a melhoria da infraestrutura e da arrecadação tributária. Rhammer também ressaltou que a empresa está realizando um estudo no Nordeste, e que Sergipe foi o primeiro estado escolhido para a análise. “Estamos muito satisfeitos com este encontro, pois acreditamos que a união de esforços entre setor privado e governo é fundamental para impulsionar o desenvolvimento regional. O Governo de Sergipe está no caminho certo e é um parceiro estratégico para nós”, afirmou o CEO.

Fábrica de vidros

Além da chegada de uma nova usina solar, e de uma nova distribuidora de combustíveis, o governador discutiu, ainda, sobre a instalação de uma nova fábrica de vidros em Sergipe. Em reunião com Carlos Frezarini, sócio da empresa Vidro Sul, Fábio conheceu os detalhes da instalação da fábrica de embalagens e garrafas de vidro, no município de Carmópolis. O primeiro encontro entre o grupo empresarial e o governador ocorreu no mês de março, durante visitas exploratórias realizadas pelo governador em São Paulo.

Para Carlos, a produção de embalagens de vidro trará um novo impulso à cadeia produtiva do estado, uma vez que Sergipe já se destaca como grande produtor de bebidas, com fábricas de sucos e cervejas (como a AMBEV) na região de Estância. “Estamos extremamente satisfeitos por termos sido recebidos novamente pelo governo sergipano para dar continuidade ao nosso projeto de instalação de uma fábrica de vidro, peça fundamental para o mercado regional.

Construiremos uma planta com capacidade para produzir 300 toneladas de vidro por dia, abrangendo uma variedade de frascos, garrafas, potes e outros produtos derivados, gerando 350 empregos diretos. A fábrica será instalada na cidade de Carmópolis e, certamente, indiretamente, gerará mais de 1.500 empregos indiretos, proporcionando um benefício imenso para Sergipe”.

| Fotos: André Moreira