visita de cortesia sebrae 17 02 2016 004

O que depender do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), Vinícius Baudouin Mazza, Sergipe será uma terra de oportunidades, renda e trabalho. Para tanto, o novo gestor da empresa de economia mista realizou durante esta semana mais uma visita de cortesia, desta vez, no Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em que Mazza se reuniu com o superintendente da instituição, Emanoel Silveira Sobral, a fim de gerar parcerias visando assim o empreendedorismo no estado.

visita de cortesia sebrae 17 02 2016 012

 

De forma cordial, Mazza afirmou ao superintendente do Sebrae que boa parte das pessoas que vai à Codise pedir apoio à Companhia são pequenos e médios empresários e que muitos deles precisam de uma capacitação para gerir seus negócios.

“A minha ideia de vir aqui no Sebrae, além de gerar uma agenda positiva, foi justamente de pedir um apoio ao superintendente para que seus técnicos possam dar uma capacitação a estes empresários que por muitas das vezes precisam de mais informações de como conduzir seu empreendimento”, comentou Mazza afirmando ainda, que um dos seus desejos como presidente da Companhia é estreitar laços com todas as instituições e empresas que promovam o desenvolvimento econômico em Sergipe. “Quero unir todos com o único propósito: gerar cada vez mais renda e emprego para a nossa gente”, afirmou Vinícius.

visita de cortesia sebrae 17 02 2016 015

Satisfeito, o superintendente do Sebrae, Emanoel Silveira Sobral, além de elogiar a atitude do presidente da Codise em procurar a parceria, disse que quando Vinícius era presidente da Junta Comercial, ambas as instituições já realizaram parcerias.

“Não poderia esperar coisa diferente dele. Acredito que juntos, a Codise e o Sebrae, podem realizar um grande trabalho. Cada um fazendo seu papel, cada um complementando as ações que os outros têm que fazer na capacitação de indústrias, na concessão dos Distritos Industriais, tentando assim capacitar esses empresários de gestão para que comecem seus negócios com plano de trabalho realmente efetivado e consciente, tentando com isto diminuir a mortalidade de nossas empresas”, finalizou Sobral.