Última atualização em 17/05/2024 às 07:48:02

O evento é a maior conferência para as indústrias globais de gás, GNL e soluções de baixo carbono

Atento à importância da participação em feiras no segmento energético pela busca de novas tendências e prospecção de novos negócios, uma comitiva do Governo de Sergipe está em Singapura para acompanhar a 51ª edição da Gastech. O evento, que tem alcance mundial, é a maior conferência e exposição integrada para indústrias globais de gás, gás natural liquefeito (GNL) e soluções de baixo carbono, e reúne cerca de 40.000 visitantes, mais de 1.000 empresas internacionais expositoras e 20 pavilhões.

A delegação sergipana é capitaneada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec); e conta com também com a presença de gestores da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise); Sergipe Gás S/A (Sergas); e Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese). O senador por Sergipe, Laércio Oliveira, também integra a comitiva. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), lidera a delegação brasileira e tem a missão de promover oportunidades de investimentos, divulgar soluções e estratégias de descarbonização das empresas e instituições apoiadas, e desenvolver parcerias estratégicas internacionais.

Anualmente, o encontro é composto por mais de 300 líderes da área de energia, formuladores de políticas, profissionais e especialistas do setor, para debater oportunidades de investimentos, novas tecnologias e soluções inovadoras. De acordo com o secretário da Sedetec, Valmor Barbosa, é uma oportunidade ímpar para a Sergipe a participação em eventos desta dimensão. “Nós estamos assumindo nosso lugar de protagonistas neste setor. Portanto, estamos muito entusiasmados para mostrar o que o nosso estado tem a oferecer e captar novos negócios. As empresas que trabalham nesse segmento reconhecem que, num futuro próximo, Sergipe estará inserido no cenário mundial, nacional, como grandes produtores desse energético de transição”, pontuou.

Neste ano, o objetivo da delegação brasileira é atrair investimentos estrangeiros no campo de gás natural, GNL e hidrogênio no Brasil, aspirando a inclusão de empresas brasileiras nas cadeias de valor globais. “Realmente, é uma coisa exuberante os pavilhões e a quantidade de empresas envolvidas. Tivemos um encontro com as empresas brasileiras que vieram participar e, também, com todas as autoridades envolvidas com o assunto. Durante essa semana vamos aprofundar os contatos e desenvolver outros relacionamentos, buscando atrair investimentos para o estado de Sergipe”, detalhou o secretário executivo da Sedetec, Marcelo Menezes.

Abertura do evento

A cerimônia de abertura da Gastech 2023 aconteceu nesta terça-feira, 5, bem como do Pavilhão Brasil. A solenidade contou com a presença da embaixadora do Brasil em Singapura, Eugênia Barthelmess; do senador por Sergipe, Laércio Oliveira; do presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), Roberto Ardenghy; e do coordenador de investimentos da Apex Brasil, Carlos Padilla.

O Pavilhão Brasil terá o propósito de facilitar reuniões de alto nível com investidores internacionais. “Temos um grande potencial energético e precisamos mostrar as oportunidades que oferecemos para prospectar novos negócios para o nosso estado. Estamos confiantes que será um evento bastante promissor”, informou o presidente da Codise, Ronaldo Guimarães.

O presidente da Sergas, José Matos, destacou que o evento é uma ótima oportunidade de negócio. “Estamos reunidos com os maiores e melhores players, pensando no futuro que aguarda Sergipe”, disse. Já o presidente da Agrese, Luiz Hamilton Santana, ressaltou a presença da Agência Reguladora do estado na exposição internacional. “Estamos contribuindo com o Governo do Estado, onde todos os presentes estão prospectando negócios e mostrando o seu potencial”, relatou.

Durante o período da tarde, o evento teve continuidade com palestras na Conferência Estratégica, com o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Fernando Moura Alves, e com a consultora de Inteligência de Mercado da Transportadora Associada de Gás (TAG), Yanna Clara Prade.

Comitiva

A delegação sergipana conta com a presença do secretário Valmor Barbosa, do secretário executivo da Sedetec, Marcelo Menezes, do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), Ronaldo Guimarães, do presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Sergipe (Agrese), Hamilton Santana e do presidente da Sergas, José Matos.

Foto: Ascom/Sedetec