Última atualização em 17/05/2024 às 07:48:02

O encontro foi uma oportunidade de o estado conhecer e apresentar seus atrativos para o país asiático

O Governo do Estado, representado pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) e pelo Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), participou, na segunda-feira, 8, do Encontro de Negócios ‘Taiwan Trade Mission to Latin America 2024’, promovido pela Embaixada de Taiwan no Brasil. Com o objetivo de fortalecer as relações comerciais entre os dois países, o evento, sediado em São Paulo, permitiu que 29 indústrias taiwanesas dos mais diversos setores apresentassem seus produtos ao Brasil. A Codise e o SergipeTec são vinculadas à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec).

A iniciativa representou uma oportunidade de prospectar novos negócios para Sergipe. Durante o evento, o SergipeTec apresentou suas iniciativas e infraestrutura voltadas para empresas de alta tecnologia, ressaltando a capacidade de o estado atrair investimentos inovadores e impulsionar o desenvolvimento tecnológico na região.

“Os projetos tecnológicos desenvolvidos pelo SergipeTec tem demonstrado grandes resultados no ramos da ciência e tecnologia, portanto estamos de prontidão para abraçar ideias inovadoras apresentadas no ‘Taiwan Trade Mission to Latin América 2024’. Parabéns aos organizadores pela brilhante ideia em promover este evento que visa ao crescimento econômico e social”, ressaltou o presidente do SergipeTec, José Augusto Carvalho. O diretor técnico, Anizio Torres, e o secretário-executivo do SergipeTec, Daniel Freire, também estiveram presentes no evento.

A viagem das autoridades sergipanas para o encontro de negócios foi um dos resultados do memorando de cooperação para a troca de conhecimentos em tecnologia, assinado em fevereiro, em Brasília, entre o Governo do Estado, por meio do SergipeTec, e a Embaixada de Taiwan no Brasil.

Novos negócios

Na rodada de negócios, foi destaque também o interesse da empresa de ônibus elétrico Master Transportation Bus Manufacturing LTD em se estabelecer na América Latina. Nesse contexto, por meio da participação da Codise, Sergipe passou a ser uma das possibilidades da montadora taiwanesa, com o compromisso da Embaixada de Taiwan em SP de intermediar uma visita da indústria de ônibus elétrico em Sergipe. O objetivo é verificar in-loco toda potencialidade do estado e concluir a análise da possibilidade de implantação.

A Codise apresentou ainda os incentivos ofertados pelo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI) e todas as vantagens de localização e logística do estado, além das políticas públicas favoráveis do Governo de Sergipe para o ambiente de negócios. “Foi uma grande oportunidade de prospectar indústrias taiwanesas para se instalarem no Brasil e em Sergipe”, completou o diretor de Novos Negócios da Codise, Gibran Boaventura, que representou a companhia no evento.

“A participação em eventos faz parte da estratégia do Estado de Sergipe para atrair indústrias e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico da população local”, considerou o presidente da Codise, Ronaldo Guimarães.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, Valmor Barbosa, completou que a participação no evento é mais uma oportunidade do governo, através da Sedetec e suas vinculadas, em mostrar o potencial do estado. “Nosso objetivo é fortalecer a imagem do nosso estado como um destino ideal para o estabelecimento de novas empresas, e estamos dedicando esforços constantes para alcançar esse objetivo”, pontuou.

Na ocasião, a representante da Embaixada de Taiwan no Brasil, Sandra Shih, enfatizou a importância da parceria entre o Governo de Sergipe e Taiwan e destacou que as relações entre Brasil e Taiwan fortalecem a produção tecnológica, a economia e a cultura de cada um dos países.

Comércio entre Taiwan e o Brasil

De acordo com estatísticas aduaneiras de Taiwan, as trocas comerciais entre os dois países aumentaram em 2021, totalizando US$ 4.256,89 milhões de dólares. As exportações de Taiwan para o Brasil foram de US$ 1.627,21 milhões de dólares, sendo os principais produtos memória (ram) para computadores, circuitos integrados, plásticos, têxteis e peças de motocicletas. Já as importações contabilizaram US$ 2.629,68 milhões de dólares, com destaque para soja, milho, minério de ferro, café, madeira e couro.