Última atualização em 20/05/2024 às 10:33:05

Sedetec e vinculadas levaram serviços e orientações à população de Nossa Senhora das Dores

Durante toda a sexta-feira, 16, a população do município de Nossa Senhora das Dores, no médio sertão sergipano, teve a oportunidade de acessar os serviços ofertados por mais de 20 órgãos do Governo de Sergipe, durante a realização da 6ª edição do projeto itinerante ‘Sergipe é aqui’. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e suas vinculadas estiveram presentes na cidade para dialogar com os cidadãos e demonstrar as inovações tecnológicas da gestão estadual.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), Valmor Barbosa, destacou a importância do governo em  promover a caravana do ‘Sergipe é aqui’ e ofertar mais de 160 serviços de todas as secretarias e órgãos da administração estadual direta e indireta. “Muitas pessoas do interior não têm a oportunidade de ir até a capital em busca de alguns serviços e o Governo trazer as secretarias para atender a população mostra o compromisso e um ato de cidadania com os cidadãos mais carentes. Por isso, fazemos questão de comparecer com nossas vinculadas demonstrando nossas atividades”, explicou.

O Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) realizou a demonstração de três projetos desenvolvidos pelos alunos do Centro Vocacional Tecnológico (CVT). Ambos os projetos são ligados à tecnologia e foram recentemente apresentados no Pitch Day, evento de encerramento do Programa Inovar-SE.

De acordo com o gestor de projetos do SergipeTec, Vitor Vaz, “foram levados projetos sobre um aplicativo chamado Vizy, que é direcionado para pessoas com deficiência visual, para que tenham acesso ao internet banking; um segundo aplicativo de um jogo que remete à cultura do sertão, que se chama ‘Fúria do Sertão’; e um terceiro projeto em automação que envolve robótica, mais direcionado ao crescimento de plantas por meio de iluminação artificial e controle de informações relacionados à umidade. As mudas são resultado da evolução das plantas a partir da utilização de iluminação artificial”, explicou.

Um dos finalistas do Programa Inovar-SE e aluno do CVT, Carlos Brenno de Jesus Santos, de 19 anos, apresentou seu projeto à população dorense. “A ideia é aumentar a produtividade das plantas, utilizando as luzes artificiais, porque cada uma delas entrega um resultado diferente. Com o projeto, podemos manipular a forma completa e o crescimento dela, com uma raiz ou caule maior, com uma folha mais forte. Além disso, podemos monitorar a umidade e a temperatura do solo para que não percamos tempo no processo”, pontuou.

Ainda abrangendo a inovação tecnológica, a Sergas apresentou a 5ª Geração do Kit GNV e orientou o público presente no estande de como instalar o GNV em oficinas credenciadas pelo Inmetro. Os técnicos da companhia tiraram ainda dúvidas dos usuários quanto ao gás utilizado nas residências (GLP) e nos veículos (GNV), desmistificando alguns pontos.

De acordo com o engenheiro comercial da companhia, Jonh Kenedy de Melo, com a nova tecnologia, que se torna cada vez mais econômica e prática, os usuários que utilizam o gás veicular não precisam se preocupar caso o gás acabe com o carro em movimento, porque o sistema tem como realizar uma transição automática, condicionando o veículo para o combustível convencional.

Em visita ao estande da Sedetec, a estudante de 14 anos Daphiny dos Santos disse que as informações sobre o gás repassadas pela a equipe da Sedetec foram importantes. “Fiquei bem admirada com as orientações porque era algo que eu não sabia e explicaram muito bem”, afirmou.

Demais serviços 

Além dos serviços envolvendo a tecnologia, o espaço contou ainda com a presença da Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), que disponibilizou a emissão de certidões on-line gratuitas, do tipo simplificada, específica e de inteiro teor para empresários locais. Já a Companhia de Desenvolvimento de Sergipe (Codise) atendeu as demandas dos Industriais da região com foco na prospecção de possíveis expansões.

A Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação de Sergipe (Fapitec), por sua vez, realizou atendimento ao cliente e informou sobre a concessão de bolsas de fomento à execução de projetos. Já o Instituto Tecnológico e Pesquisa do Estado de Sergipe (ITPS) disponibilizou, de forma gratuita, 30 análises de solos, e prestou orientações quanto à importância dessas análises para os agricultores familiares da cidade.