Última atualização em 07/06/2023 às 11:08:24

Workshop em Brasília detalha oportunidades das operações em terra e mar

O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, reforçou o perfil parceiro, sério, transparente e inovador do poder público sergipano ao dialogar com representantes de grandes empresas nacionais no encerramento do workshop ‘Sergipe: a nova fronteira energética do Brasil’, na noite de terça-feira, 18, em Brasília. Realizado desde a segunda, 17, pela Eneva – uma das maiores empresas privadas de gás e energia do país –, o evento teve como objetivo discutir as potencialidades e gargalos do setor para o desenvolvimento do estado e de seus municípios.

O workshop contou com executivos de companhias interessadas em ampliar investimentos na exploração e produção em solo e mar sergipanos. Como convidados também participaram parlamentares e gestores públicos de Sergipe.

Fábio Mitidieri ressaltou a importância da participação de todos, governo e parlamento, dialogando com os que “fazem a roda girar”. “Pois estamos atentos aos benefícios do crescimento potencial atrelado ao gás e à energia e estamos buscando criar um ambiente favorável ao investimento”, afirmou Fábio. “Queremos tudo aquilo de positivo que o gás pode trazer para nossa sociedade: emprego e renda, arrecadação de impostos e royalties, promoção de projetos sociais e a possibilidade de expansão de negócios. E são vocês, os players do setor, que podem nos ajudar nisso. Eu quero que a riqueza que nós temos debaixo da terra possa gerar melhores dias e melhor vida para nosso povo”, acrescentou o governador.

Ao agradecer a organização do encontro de trabalho, Fábio Mitidieri lembrou que ele e seus secretários têm feito uma busca ativa por grandes investidores, indústrias e empreendedores, que estão participando de eventos nacionais e internacionais, segundo ele, a fim de mostrar o que é Sergipe e o que se pode construir junto com sua população.

“O nosso estado está de portas abertas, estamos aqui para dizer: venham que vocês vão ter um governo parceiro, sério e transparente, para que possamos aproveitar essa janela de oportunidades, dialogando em eventos como este e como os que temos participado e iremos participar Brasil e mundo afora”, acrescentou.

Potencial, organização e negócios

O território sergipano possui um terço da reserva de gás natural do Brasil, de acordo com dados da Petrobras, que pretende iniciar a exploração e a produção, a partir de 2027, de novos campos que concentram o mineral.

Para o head de Relações Institucionais da Eneva, Marcos Cintra, esse potencial gigantesco de energia impõe ao Estado a tarefa de seguir se organizando para que, em suas palavras, grande parcela desse gás fique em suas divisas, gerando emprego, renda e desenvolvimento. O executivo lembrou que esse cenário foi apresentado durante os dois dias do workshop a secretários estaduais, chefes de gabinete e assessores parlamentares ligados a Sergipe. Confira na matéria ‘Potencial energético de Sergipe é tema de workshop em Brasília’, da Agência Sergipe [https://x.gd/ao2Ys].

“Vemos que, aliado a essa disponibilidade com que a natureza presenteou Sergipe, e a esse projeto da Petrobras que, em breve, estará a produzir, o estado é dotado também de um aparato institucional poderoso, que projeta para os agentes econômicos estabilidade de regras, tranquilidade. As empresas sabem que vão trabalhar em um ambiente sabendo que encontrarão, tanto no Poder Executivo parceiros como na bancada federal e estadual, parceiros e aliados do desenvolvimento”, destacou Marcos Cintra.

“Vemos a facilidade de diálogo com todas as esferas governamentais em Sergipe e a Eneva se sente confortável em atuar em um ambiente de negócios que passa estabilidade, tranquilidade e senso de cooperação entre os entes governamentais”, reforçou o executivo.

Eneva em Sergipe

Entre outras ações em Sergipe, a Eneva mantém um navio ancorado no litoral sergipano que recebe gás natural em forma líquida e o transforma de volta ao estado gasoso, de maneira a entregar esse combustível por meio de gasoduto às turbinas termelétricas instaladas no município da Barra dos Coqueiros – também administradas pela empresa – e que são responsáveis pela transformação desse gás em energia elétrica. Esta é considerada, em volume e potência, uma das maiores operações do setor de gás e energia no mundo.

Também compuseram a comitiva sergipana no evento o senador Laércio Oliveira, os deputados federais Katarina Feitoza, Yandra Moura, Fábio Reis, Rodrigo Valadares, Thiago de Joaldo e Ícaro de Valmir; o deputado estadual e líder do Governo na Alese, Cristiano Cavalcante; e os secretários estaduais da Casa Civil (SECC), Jorginho Araujo; do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem), Jorge Teles; do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Valmor Barbosa; da Educação e da Cultura (Seduc), o vice-governador Zezinho Sobral; e de Representação de Sergipe em Brasília, Luciano Filho; além do diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado (Agrese), Hamilton Santana; entre outros integrantes do Governo de Sergipe.