Última atualização em 17/05/2024 às 07:48:02

Centro faz parte do projeto de governo para a criação do Cinturão de Confecções

Durante a manhã desta segunda-feira, 26, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) receberam confeccionistas de Itabaianinha para tratar sobre a construção do Centro de Comercialização no Polo de Moda no município.

Também estavam presentes na reunião o deputado federal Thiago de Joaldo e o secretário-executivo da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem), Rafael Melo.

Na oportunidade, a equipe do Governo do Estado pôde ouvir as demandas dos comerciantes para a construção do Centro de Comercialização, que deverá ser utilizado para a venda de produtos, realização de eventos e feiras de exposição, gerando emprego e renda para a população da região.

A Codise ficará responsável pela destinação da área para a construção do Centro e também pelo projeto, que inclui boxes de comercialização para a venda dos produtos confeccionados no Núcleo Industrial de Itabaianinha, administrado pela Sedetec e pela Codise.

“Além da destinação da área, a Codise entregará o projeto arquitetônico e de engenharia, para que a gente possa captar o recurso com a participação do mandato do deputado federal Thiago de Joaldo. Estamos de portas abertas para atender esses pequenos empresários de Itabaianinha, sempre com foco no desenvolvimento socioeconômico da região”, apontou o presidente da Codise, Ronaldo Guimarães.

Responsável pela intermediação entre os confeccionistas de Itabaianinha e o Governo de Sergipe, o deputado federal Thiago de Joaldo explicou sobre a importância da criação do Cinturão de Confecções. “Esse cinturão passa por uma série de investimentos, desde a qualificação da mão de obra até a estrutura física para a criação do que chamamos de ‘Mercado da Moda’. O objetivo é que seja um centro para a comercialização de produtos dos pequenos fabricantes, que não têm condição de pagar um aluguel e têm uma série de dificuldades diárias para enfrentar”, disse.

Emprego e renda

A estimativa é que no local sejam construídos de 30 a 40 boxes comerciais, além do espaço de alimentação e outros setores agregados ao centro de comercialização. “Esse espaço dará um grande impulsionamento de emprego e renda para toda a região da Itabaianinha e do centro-sul do estado. É uma grande discussão sobre o mercado da moda, que vai gerar muito emprego e renda na região”, informou o secretário-executivo da Seteem, Rafael Melo.

O prefeito de Itabaianinha, Danilo Carvalho, destacou que o município é considerado a ‘Capital da Moda’ há mais de 20 anos. “O Governo está vendo o potencial que a gente tem tanto para a geração de emprego e renda quanto para trazer o turismo de negócios para o estado. Será uma complementação para o nosso Polo, dando oportunidade para centenas de pequenos empresários que serão beneficiados, a exemplo de oficinas que prestam serviço para outras marcas e que poderão passar a produzir uma marca própria”, avaliou o prefeito.

O presidente da Associação da Confecção do Município de Itabaianinha (Acise), Ednaldo Alves, disse que saiu da reunião com as melhores expectativas possíveis. “Essa parceria com o Governo do Estado tem tudo para desenvolver ainda mais a nossa cidade e também as cidades circunvizinhas das regiões do sul e centro-sul. Acreditamos que os projetos que a gente vinha demandando têm tudo para serem realizados”, pontuou.