Última atualização em 20/05/2024 às 10:33:05

Estudos visam definir as áreas que poderão receber investimentos, infraestrutura e serem mais adequadas à implantação de núcleos ou distritos industriais; nove municípios compõem o complexo

O Governo de Sergipe tem dado continuidade às tratativas para estruturação do Complexo Industrial Portuário. Gestores da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, (Sedetec), da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) e representantes de empresas e consultoria técnica que participam do trabalho se reuniram nesta quinta-feira, 29, para tratar dos estudos para a materialização e definição das poligonais referentes aos nove municípios que compõem o complexo.

Fazem parte do Complexo Industrial Portuário os municípios de Barra dos Coqueiros, Santo Amaro das Brotas, Laranjeiras, Maruim, Rosário do Catete, Japaratuba, Pirambu, General Maynard, Carmópolis e Capela. Tais estudos visam definir as áreas que poderão receber investimentos, infraestrutura e serem mais adequadas à implantação de núcleos ou distritos industriais.

De acordo com o secretário da Sedetec, Valmor Barbosa, os estudos têm considerado diversos critérios, como as condições de acesso, topografia, tipo de solo, proximidade com os gasodutos de transporte, disponibilidade de água e energia, e, também, as questões sociais e ambientais. “Com os estudos em mãos, iremos apresentar ao governador Fábio Mitidieri para suas sugestões e contribuições. Pretendemos também incluir os municípios envolvidos no processo, que deverão ser convidados a participar da discussão, para validação das áreas indicadas pelos estudos técnicos”, pontuou.

Complexo

A região onde o Complexo Industrial está localizado dispõe do Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), no município da Barra dos Coqueiros, a apenas 20 quilômetros ao norte de Aracaju. Também dispõe de acesso livre à BR-101, na altura da cidade de Maruim, em um percurso de 22km, pela rodovia estadual SE-240.

Outro atrativo da região é a Termoelétrica Porto de Sergipe, a maior usina do gênero no Brasil, com capacidade de geração de 1.551 MW, abastecida com gás proveniente de uma Unidade Flutuante de Armazenamento (FRSU) Nanook, ancorada próximo à costa, com capacidade de regaseificação de 21 milhões de m³/dia

O Governo do Estado apresentou à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) uma proposta de alteração do art. 1º da Lei nº 8.569/2019, de 2 de setembro de 2019, para inclusão de novos municípios na microrregião do Complexo. A proposta foi aprovada por unanimidade. A região do complexo, que anteriormente abrangia os municípios de Barra dos Coqueiros, Santo Amaro das Brotas, Laranjeiras e Maruim, passou a ter, com a alteração legislativa, as cidades de Rosário do Catete, Japaratuba, Pirambu, General Maynard e Carmópolis. Por emenda parlamentar, o município de Capela também passou a integrar o complexo.