Plano de expansão da Swat inclui diversificação da cartela de produtos, com entrada de painéis solares

O Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro passa a contar com uma nova indústria focada em produção e consumo sustentável. Trata-se da Swat, empresa estrangeira produtora de canudos biodegradáveis. Recém-inaugurada, a unidade prevê a fabricação de 2 milhões de canudos mensais, com perspectivas de diversificação da cartela de produtos em um plano de expansão. A fábrica conta com o suporte do Governo de Sergipe, com a concessão de incentivos fiscais.

A fábrica é fruto de um investimento de R$ 2 milhões, com 2,5 mil m² e 1,5 mil m² de área construída. Atualmente em fase de produção de estoque, a empresa deve iniciar suas vendas em novembro. Além de abastecer o mercado sergipano, os produtos devem ser distribuídos também para o mercado internacional. Até o final de 2022, a empresa deve ampliar sua atuação com o fornecimento de painéis solares. Para tanto, o projeto de expansão inclui a compra de novo maquinário e a contratação de mão de obra.

“Somos uma empresa estrangeira e queremos ajudar na educação da população. Estamos contando com o suporte do Governo, que está nos acompanhando e apoiando, principalmente em relação a impostos. Nossa pretensão é crescer e colaborar com a cidade de Socorro e com o estado”, afirma o empresário Cristian Guerrero.

“É uma empresa que chega a Sergipe com uma visão muito interessante e nova, e que se instala em uma área estratégica, que é o Distrito Industrial de Socorro. É um local que oferece grande possibilidade de escoamento, por se posicionar perto de rodovias, e que torna possível a projeção dessa empresa. O Governo de Sergipe não poderia deixar de apoiar e oferecer todas as condições possíveis para que essa nova indústria se estabeleça e fortaleça, trazendo emprego e renda para o estado”, salienta José Matos, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), entidade vinculada à Secretaria de Estado Do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec).