Última atualização em 17/05/2024 às 07:48:02

Pesquisadores atuarão na Codise para o desenvolvimento de estudos de expansão de novos Distritos Industriais em Sergipe

A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), recebeu na quinta-feira, 2, os bolsistas aprovados no Programa de Apoio e Desenvolvimento Tecnológico em Instituições Estaduais (Bolsas DTI) para a assinatura do termo de outorga. O Edital 19/2023, conduzido pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), prevê um investimento global de R$ 180.000,00.

O programa tem como objetivo atrair recursos humanos qualificados e com experiência em pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica para a execução técnica e científica de ações de prospecção de novos Distritos Industriais no estado de Sergipe, a partir de um planejamento estratégico com base na economia local, mercado atual, logística e infraestrutura associado às pesquisas de viabilidade técnica, econômica e financeira.

O diretor-presidente da Fapitec/SE, Alex Garcez, destacou a importância da execução do programa para Sergipe. “O setor industrial é uma área que influencia diretamente na dinâmica da economia. Nós, enquanto fundação de inovação, ficamos contentes em fomentar, a partir desse programa, o desenvolvimento de soluções e expansão desse mercado”, salientou.

Para o presidente da Codise, Ronaldo Guimarães, a parceria entre as instituições por meio da promoção do programa refletirá no avanço econômico do estado. “No futuro, nós iremos colher bons frutos da pesquisa realizada pelos três bolsistas, no sentido da expansão dos distritos, novas prospecções de áreas, com qualidade para atender grandes indústrias aqui no estado”, pontuou.

Qualificação e avanços 

Na visão do secretário da Sedetec, Valmor Barbosa, a iniciativa reflete o compromisso do Governo do Estado com o envolvimento de atores qualificados nas ações voltadas ao desenvolvimento econômico de Sergipe. “A atuação dos novos bolsistas irá colaborar para viabilizar a formação e expansão de áreas atrativas a negócios, diversificando o portfólio do nosso estado”, resumiu.

“A perspectiva desse projeto visa a geração de renda, emprego e fomento da economia local, territorial e regional. E dentro dessa perspectiva, a gente também vai colocar Sergipe na dinâmica da discussão de captação de recursos, tanto nacionais como internacionais, para o desenvolvimento do nosso estado”, declarou o bolsista e economista Júlio César Batista.

Além disso, o bolsista e engenheiro civil José Pedro Alberto destacou como a realização dos estudos refletirá no progresso da região. “Sergipe está em uma região estratégica entre os estados da Bahia e Pernambuco, que tem várias indústrias. Fomentar a formação de novos parques industriais aqui vai trazer mais empregos para a região”, explicou.