O governador Belivaldo Chagas e o vice-presidente de Relações Corporativas e Compliance da Ambev, Ricardo Gonçalves Melo, anunciaram nesta quarta-feira (16), que a cervejaria deverá investir R$ 90 milhões em uma nova linha de produção da fábrica localizada no município de Estância, em Sergipe. Em audiência no Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC), o governador e representantes da empresa assinaram o Protocolo de Intenções de Investimentos para o projeto. O secretário de Estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, o secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, e o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, também, participaram da reunião, assim como o diretor de Relações Corporativas da Ambev, Tiago Pereira, o diretor Comercial Abílio Júnior, o diretor de Relações Institucionais, Rodrigo Moccia, a gerente Fabril Carla Lessa e o diretor Industrial do Nordeste, Fabiani Oliveira.

“É como se fosse uma nova fábrica e esse investimento chega em boa hora. Procuramos mostrar à sociedade como, na prática, a lei de incentivo fiscal retorna em benefícios para o governo e população, por isso esse investimento é tão importante, porque representa geração de empregos e aquecimento para economia. É mais uma ação que vai fazer Sergipe avançar!”, declarou Belivaldo Chagas.

O investimento acordado será concentrado na implantação de nova e moderna linha de envase de latas de cerveja na filial de Sergipe da fábrica da Ambev. O aporte deve acontecer ainda no primeiro trimestre de 2021, gerando uma capacidade adicional da ordem de 1 milhão de hectolitros de cerveja.

De acordo com o vice-presidente Ricardo Gonçalves Melo, o incentivo do Governo, por meio do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), foi fundamental para decisão do grupo de investir no projeto que deverá gerar cerca de 9 mil empregos diretos e indiretos em Sergipe. “O fomento e de atração de investimentos do Estado é importante e determinante na decisão que se faz de investimento em Sergipe. E ele retorna de várias formas, tanto na geração de emprego durante a implantação da construção da nova linha, como também, na operação dessa nova linha. E gera empregos, também, quando aumenta a capacidade produtiva em armazenagem e outras atividades na fábrica e no transporte”, explicou.

Ainda segundo o vice-presidente, a nova linha de produção terá capacidade de produzir 90 mil latas por hora. “Com esse investimento, vamos aumentar em mais de 50% a capacidade produtiva de líquidos de cervejas da fábrica de Estância. Aqui, em Sergipe, produzimos uma boa parte das nossas cervejas puro malte, que atende todo Norte-Nordeste, como a Brahma Duplo Malte, a Skol Puro Malte e a Bohemia. É um investimento que a gente está muito orgulhoso em anunciar e que nos deixa muito esperançosos com o futuro da nossa atuação em Sergipe”, explanou.

Protocolo

Por meio do Protocolo de Intenções, a Ambev compromete-se a apresentar à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) um projeto técnico-econômico-financeiro da implantação da nova linha de produção, bem como toda a documentação necessária. O Governo de Sergipe, por sua vez, compromete-se a envidar esforços para que a Ambev continue gozando dos benefícios fiscais do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), com extensão de prazo.

A articulação e o incentivo às atividades industriais fazem parte do conjunto de iniciativas contidas no Programa de Recuperação Econômica – Avança Sergipe, como forma de estímulo à economia. Com o Programa, o Governo do Estado vem investindo um montante superior a R$ 1 bilhão para acelerar a recuperação da economia sergipana.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, o aumento em mais de 50 % da capacidade produtiva da fábrica de Estância representa um crescimento exponencial para a economia local, já que o nível de atividade das fábricas proporciona, ainda, geração de novas atividades no seu entorno. “São investimentos significativos para o estado, são novos equipamentos que chegam, geração de novos empregos e representa, também, aumento na arrecadação do Estado, por conta do aumento da produção”.

PSDI

O compromisso do Governo de Sergipe inclui a sanção de proposta de alteração da Lei Estadual nº 3.140 de 23 de dezembro de 1991, com o propósito de estender o prazo de fruição dos benefícios do PSDI. Por esse dispositivo, que já foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), retira-se o limite atualmente existente de 25 anos, adequando a concessão aos prazos estabelecidos pela Lei Complementar nº 160/2017 e Convênio nº 190/2017. Caso a alteração conte com a anuência do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI), a Ambev poderá gozar dos benefícios do PSDI até 31 de dezembro de 2032, sob as mesmas condições atualmente em vigor.